#RPGaDay – quarta semana

#RPGaDay 26:RPG favorito que ninguém mais quer jogar: Pokéthulhu! É também um jogo cuja versão brasileira eu gostaria de ter.

 

#RPGaDay 26:ficha de personagem mais legal: a primeira ficha de personagem que eu mesmo fiz, para O Senhor dos Aneis RPG. Eu não tinha computador na época, então fiz ela toda à mão, algo que surpreendeu muita gente, graças à minha paciência para escrever com letras pequenas e desenhar detalhes.

 

#RPGaDay 27: jogo do qual eu gostaria de ver uma nova edição: eu gostaria de um dia, ver uma edição de 3D&T que desamarrasse o jogo de Tormenta e de suas influências diretas, que eliminasse todos os desenhos de figuras femininas com seios grandes e que fizesse jus ao potencial abstrato do jogo, talvez escrita por Bruno Schlatter, que inclusive tem um texto muito interessante sobre 3D&T, o BD&T.

 

#RPGaDay 28: jogo mais assustador que já joguei: Call of Chtuhlu. Quase todo mundo terminou morto ou louco, confirmando as teorias.

 

#RPGaDay 29: encontro mais memorável: pra mim, foi quando eu coloquei Kuchiki Byakuya, do anime Bleach, contra os personagens dos jogadores no desafio de Nimb na Libertação de Valkaria.

 

#RPGaDay 30: RPG mais raro que eu possuo: a caixa preta número 10 da primeira edição de Old Dragon.

 

#RPGaDay 31: RPG favorito de todos os tempos: Dungeons & Dragons. Mas eu tenho que me explicar: eu não gosto muito de nenhuma das edições de D&D, e se há alguma edição interessante é a primeira e, talvez, a segunda. Mas esse é o primeiro RPG, e seu conceito é maior que qualquer uma de suas edições. Afinal, qualquer jogo que tente emular ou se inspire nas primeiras edições de D&D é D&D; qualquer jogo que use as regras da terceira edição, o sistema d20, mesmo que possua uma ambientação totalmente diferente, é D&D; qualquer jogo que se inspire em seus conceitos, raças, classes, paradigmas, etc., é D&D; qualquer jogo em que personagens se aventurem, enfrentem inimigos, conquistem tesouros e cresçam em poder é D&D; Praticamente qualquer RPG é D&D; Vampiro: a Máscara, geralmente, é D&DWorld of Warcraft é D&D; Toda uma mitologia, todo um paradigma de jogo é D&D. Não há como negar nosso ancestrais.

Anúncios

#RPGaDay 3: O primeiro RPG que eu comprei

Ontem eu falei sobre a primeira vez que eu narrei RPG. Entre meu primeiro jogo frustrante e meu segundo jogo, já como mestre, eu adquiri um dos jogos que mais me divertiu, e que eu acredito ser um dos títulos mais injustiçados do RPG brasileiro: 3D&T!

Como muitos outros RPGistas brasileiros, meus primeiros contatos com o RPG foram através da revista Dragão Brasil. Além disso, eu sempre fui um baita pé-rapado, então a aquisição do Manual Turbinado de 3D&T era uma consequência lógica. Junto com ele, eu adquiri o Manual do Aventureiro, ambos comprados pela internet, na extinta loja virtual Forbidden World. Não tive condições de comprar também o Manual dos Monstros, o que me fez acreditar que eu não teria tudo necessário para mestrar (e por isso eu só mestrei pela primeira vez depois de adquirir os livros de O Senhor dos Aneis RPG).

Acho que eu só mestrei 3D&T depois de adquirir o Manual dos Monstros, dado pelo meu pai nas férias de fim de ano de 2005, até onde eu me lembro. Foram algumas campanhas interrompidas, mas bastante divertidas, quase todas ambientadas em Tormenta. O engraçado é que aquele cara que mestrou quando eu joguei pela primeira vez conseguiu estragar meu jogo de novo, desta vez como jogador (seu personagem tomou uma decisão com base em conhecimentos que apenas o jogador possuía, arruinando a campanha toda). Também usei o 3D&T em algumas adaptações, e aquela que rendeu a campanha mais divertida foi Fullmetal Alchemist.

Meus livros de 3D&T também possibilitaram a um amigo meu mestrar pela primeira vez. Foi uma campanha um pouco mais longa, e eu joguei com aquele que deve ter sido meu primeiro personagem, um guerreiro das sombras cujo nome era um anagrama de Shub-Niggurath.

Na época em que eu jogava eu queria muito ter todos os livros, mas apenas recentemente eu consegui completar a minha coleção de 3D&T, quando eu achei uma cópia de U.F.O. Team num sebo.

E é isso sobre o primeiro RPG que eu comprei. 3D&T é muito importante para mim, então eu falarei mais sobre o sistema em outro dia desse mês…